>>


Receba as notícias do mandato por e-mail Cadastro
Cadastro
Ver como é o informativo

E-mail obrigatório.
Digite seu e-mail.


Sair da lista




PRINCIPAL * EDUCAÇÃO SEXUAL

 

FotoEducação sexual com  Zenilce Bruno

Zenilce Vieira Bruno é Pedagoga e Orientadora Educacional, Psicóloga Clínica e Psicodramatista, Especialista em Adolescência, Psicoterapeuta de Adolescente, Casal e Família, Especialista em Sexologia, Terapeuta Sexual e Educadora Sexual, Formação em Neurolinguística, Membro da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana, Professora do Curso de Especialização em Adolescência da UFC, Professora do Curso de Especialização em Psicologia da Adolescência da UNIFOR, Consultora, Colaboradora e Colunista dos Meios de Comunicação sobre Adolescência e Sexualidade Humana.

zenilcebruno@uol.com.br

Cinquenta tons de liberdade

Postado em 24-10-2012

O livro Cinquenta Tons de Cinza é a sensação do momento. No Brasil, sua venda chegou a 260 mil cópias em 40 dias. Por que tanto frenesi em torno do livro? A resposta é simples: sexo. A história da submissa estudante Anastasia Estelle, que se envolve com o bilionário bonitão e dominador Christian Grey, é recheada de sexo explícito e sadomasoquismo. 

Apesar dos comentários entusiasmados de muitas leitoras, é importante lembrar que o feminino está para além da mera sensação. Trata-se de um prazer globalizante, não apenas genital, mas pele total, sensação mesclada de sonho, poesia e metáfora. Corpo de mulher é assim, meio matéria, meio espírito. Atingida só no corpo matéria, não é alcançada em sua potencialidade. Frustra-se e frustra os homens que não a percebem como tal.

A mulher liberta, que tem a sexualidade e o prazer legitimados, não receia a si própria, não teme a aventura da sensação que cada parte do corpo pode lhe proporcionar. Sua peculiaridade é ser erógena de corpo inteiro, e, se for tocada com sabedoria, revela uma gama imensa de sensações prazerosas.

A mulher goza em seu corpo e para além dele. Por isso ela evoca uma linguagem que nem todos os homens entendem; apenas aqueles que se superam em sua genitalidade, que vão além da mecânica dos corpos e do prazer que daí resulta. “Não se nasce mulher, torna-se mulher”, anuncia Simone de Beauvoir. Diria que, também não se nasce com o corpo erógeno pronto, mas em potencial. Ele se estrutura no contexto interativo de atitudes e linguagens que cercam o indivíduo, e que vão sendo internalizadas no curso de cada história.

Como psicóloga e sexóloga que sou, confesso que a discussão sobre o livro é muito mais importante do que o conteúdo em si. Pois para as mulheres restava apenas assistir aos filmes pornôs, quase sempre sugeridos por seus parceiros. Agora, com o mesmo, conseguiram ser autoras de suas próprias fantasias. No entanto, temo que depois das intumescências físicas, reste o vazio da falta de sentido desse sexo fora de si mesmo. É preciso ter clareza quanto ao que se busca e questionar a urgência de desempenho que atormenta as mulheres atuais. Essa urgência é de ordem pessoal ou midiática? É para atender um apelo do seu desejo, ou para integrar o rebanho que postula ser mais feliz fazendo sexo pelo sexo, prezando a quantidade mais que a qualidade?

Fico a meio termo. Nem com os vitorianos repressores, nem com as entusiastas do Christian Grey, quando o apresentam como tábua da salvação do prazer feminino. Prefiro acreditar ainda que somos capazes de gozar quando estamos bem conosco e a relação é regada de sentido e afeto. Prefiro a não submissão a orgias de desempenhos. Prefiro propor que o sexo aconteça no encontro entre duas pessoas que se olham, se tocam, se excitam e se amam. Prefiro não alimentar para nenhuma mulher a ilusão de que esse tipo de fantasia vai ser a salvação. Ela serve apenas para intumescer os genitais. É claro que isso ajuda, mas não é tudo. Não intumesce o desejo, o afeto, o sentimento, o sentido. E mulher gosta que sexo seja regado a tudo isso.

  

Zenilce Vieira Bruno

zenilcebruno@uol.com.br

Psicóloga, sexóloga e pedagoga


| 1 | 2 | 3 | 4 | 5 |    Próxima | Última página

 


Deputado Estadual Artur Bruno

1998 - 2017. Artur Bruno - Secretário do Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMA)
SEMA - Rua Osvaldo Cruz, 2366.
Cep: 60.125-151 - Dionísio Torres, Fortaleza/CE

Telefones: (85) 3101.1234
Fax: (85) 3101.1234
e-mail: arturbruno@arturbruno.com.br

Site produzido e atualizado pela assessoria de comunicação e TEIA DIGITAL