>>


Receba as notícias do mandato por e-mail Cadastro
Cadastro
Ver como é o informativo

E-mail obrigatório.
Digite seu e-mail.


Sair da lista




PRINCIPAL * EDUCAÇÃO SEXUAL

 

FotoEducação sexual com  Zenilce Bruno

Zenilce Vieira Bruno é Pedagoga e Orientadora Educacional, Psicóloga Clínica e Psicodramatista, Especialista em Adolescência, Psicoterapeuta de Adolescente, Casal e Família, Especialista em Sexologia, Terapeuta Sexual e Educadora Sexual, Formação em Neurolinguística, Membro da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana, Professora do Curso de Especialização em Adolescência da UFC, Professora do Curso de Especialização em Psicologia da Adolescência da UNIFOR, Consultora, Colaboradora e Colunista dos Meios de Comunicação sobre Adolescência e Sexualidade Humana.

zenilcebruno@uol.com.br

Um divã para dois

Postado em 01-10-2012

Enquanto Cinquenta Tons de Cinza tenta convencer leitoras de que toda mulher tem dentro de si uma perversa, o filme Um divã para dois trata das fantasias femininas, colocando Meryl Streep no papel da mulher de desejo reprimido.

Retrata um casal de terceira idade que, depois de 30 anos juntos, não parece ter mais interesses em comum. A esposa, sentindo-se sozinha, decide, a contragosto do marido, que se consultarão com um terapeuta de casais. O filme funciona, antes de tudo, como uma teleaula, com o personagem do terapeuta fazendo algumas perguntas incômodas ao casal que, por extensão, os espectadores também farão a si mesmos. Hábitos na cama e outras intimidades a dois que o tempo transforma em inércia.

Todas as necessidades se concentram na mais intensa e imediata delas: o sexo. Obviamente não se trata só disso, mas é esse elemento que se apresenta como porta-voz de todos os anseios do casal. Porém, não é fácil conseguir isso de seu parceiro conjugal de décadas. Não pela falta de vontade, mas por todo o constrangimento que esse tipo de necessidade, naquele contexto e idade específicos, gera.

Na minha opinião, o filme é um alerta aos casais. Sabemos que a solidão fica intolerável quando o outro não nos alcança, não quer, não pode nos ouvir ou não entende o que queremos dizer. Ou quando nós mesmos não sabemos fazer isso, não sabemos nos escutar, acolher-nos, considerar-nos. Somos uma cultura sem o exercício de partilha e escuta.

Não pretendo aqui fazer o papel de crítica de cinema, mas, como terapeuta de casais, não poderia deixar passar uma oportunidade tão rica de questionar os leitores sobre suas vidas amorosas. Escrevo sobre amor, sexo, relacionamentos e recebo muitas perguntas de como manter o casamento, o namoro, o ficar. O que é preciso para um relacionamento se manter vivo? O filme passa 100 minutos tentando encontrar a resposta para uma pergunta tão complexa. Afinal, nem sempre um relacionamento longo é sinônimo de um bom relacionamento. Ser feliz é uma arte. Ser feliz sexualmente é uma arte a dois, que tem origem no encontro das pessoas, não apenas dos corpos. A dimensão feminina que está tanto no homem como na mulher aprecia muito o sexual vivido com sentido e afeto.

Um divã para dois tem construções verdadeiras, em embaraços reais de personagens que aprendemos a gostar. As cenas da fantasia sexual são muito bem construídas. A forma como Meryl Streep se encolhe e se desnuda de vaidades, ao mesmo tempo em que Tommy Lee Jones está visivelmente desconfortável e quase não acredita quando a esposa diz não ter fantasias, é tocante.

Tudo é construído de uma maneira muito honesta, desnudando não só os personagens, mas muitos casais que atendemos nos consultórios ou com os quais convivemos socialmente. E os dois atores constroem isso com muita verdade, por isso, a identificação é tão forte. Torcemos para que eles possam nos provar que é possível continuar e encontrar a intimidade de uma relação plena. Para que o amor não seja apenas eterno enquanto dure, mas que possa existir mesmo um “felizes para sempre”. Nem que para isso seja mesmo necessária a ajuda de “um divã para dois”.


| 1 | 2 | 3 | 4 | 5 |    Próxima | Última página

 


Deputado Estadual Artur Bruno

1998 - 2017. Artur Bruno - Secretário do Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMA)
SEMA - Rua Osvaldo Cruz, 2366.
Cep: 60.125-151 - Dionísio Torres, Fortaleza/CE

Telefones: (85) 3101.1234
Fax: (85) 3101.1234
e-mail: arturbruno@arturbruno.com.br

Site produzido e atualizado pela assessoria de comunicação e TEIA DIGITAL