>>


Receba as notícias do mandato por e-mail Cadastro
Cadastro
Ver como é o informativo

E-mail obrigatório.
Digite seu e-mail.


Sair da lista




PRINCIPAL * CURSOS DE ATUALIDADES * América do Sul
Imprimir Enviar para um amigo Indicar erro


Atualidades
01-10-2012
Argentina, Uruguai e Paraguai

A+   A -


“O atraso e a miséria da América Latina são resultados de seu fracasso. Perdemos; outros ganharam, mas acontece que aqueles que ganharam, ganharam graças ao que perdemos: a história do subdesenvolvimento da América Latina integra, como já disse, a história do desenvolvimento da América Latina”. Eduardo Galeano

I. ASPECTOS GEOGRÁFICOS

01. Argentina

a) Visão Geral

O segundo maior território da América do Sul, 2.780.092 Km², perdendo apenas para o Brasil. No oeste está a cordilheira dos Andes, que forma a fronteira com o Chile. Nela se destaca o pico do Aconcágua (6.959 m), que atinge a maior altitude da América do Sul. As férteis e quentes planícies do Chaco e da Mesopotâmia ficam ao norte e os pampas, polo agropecuário, no centro. No extremo sul, árido e frio, a Patagônia abriga variada fauna marinha, o país é banhado pelo oceano Atlântico. O restante do país é predominantemente plano, com altitudes que diminuem em direção à costa. Seu território que vai desde o Trópico de Capricórnio até a região antártica. Próximo ao litoral sul localizam-se as ilhas Malvinas, possessão inglesa sobre a qual os argentinos reclamam soberania.

População de 41,4 milhões de habitantes (2013), a grande maioria dos argentinos é descendente de italianos, espanhóis e outras nacionalidades europeias. Quase todos os indígenas nativos foram exterminados no século XIX, restando apenas algumas comunidades no norte e nas zonas andinas. O cristianismo é a religião majoritária com uma população de 89% de católicos. O país registra uma das maiores taxas de urbanização do continente sul-americano, com a peculiaridade de quase 40% da população resina área metropolitana de Buenos Aires. Os bons índices sociais caíram bruscamente por causa da crise econômica iniciada em 2001, mas nos anos seguintes já deram sinais de melhora.

Os maiores rios argentinos são o Paraná, que separa a nação do Paraguai, seus afluentes Pilcomayo, Bermejo e Iguaçu - este com imensas cataratas - e o Uruguai, limítrofe com o país homônimo. O Paraná e o Uruguai deságuam no rio da Prata. Na bacia atlântica se destacam o Negro, o Limay, o Colorado e o Neuquén. Os principais lagos são o Argentino, o Viedma e o Nahuel Huapí, no sul do país.

Sua Capital é a cidade de Buenos Aires. O governo é uma república presidencialista e a língua oficial é o espanhol. O seu PIB é de US$ 474,9 bilhões, sua moeda é o peso argentino.

[+] Confira aqui o texto completo 

Compilação Feita a partir de:

- Almanaque Abril 2014, 40ª ed. São Paulo: Ed. Abril, 2014.

- ARRUDA e PILETTI. Toda a História, 4ª ed. São Paulo: Ática, 1996.

- AQUINO, JESUS e OSCAR. História das Sociedades: das comunidades primitivas às sociedades medievais. São Paulo: Ao Livro Técnico.

- Atlas National Geografic, livro 01 – América do Sul, São Paulo: Ed. Abril, 2008.

- http://www.wikipedia.org

Imprimir Enviar para um amigo Indicar erro

 


Deputado Estadual Artur Bruno

1998 - 2017. Artur Bruno - Secretário do Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMA)
SEMA - Rua Osvaldo Cruz, 2366.
Cep: 60.125-151 - Dionísio Torres, Fortaleza/CE

Telefones: (85) 3101.1234
Fax: (85) 3101.1234
e-mail: arturbruno@arturbruno.com.br

Site produzido e atualizado pela assessoria de comunicação e TEIA DIGITAL