Ao receber delegação judia, Papa defende combate à intolerância a minorias.

|| Postado por Zezé Medeiros em 29-10-2013

 Papa Francisco
"O problema da intolerância deve ser enfrentado em seu conjunto, ali onde qualquer minoria é perseguida”



"O problema da intolerância deve ser enfrentado em seu conjunto, ali onde qualquer minoria é perseguida”, disse esta semana o papa Francisco ao reunir-se no Vaticano com a delegação do Centro Simón Wiesenthal, organização internacional judia pela defesa dos direitos humanos. Francisco recordou, no início do seu discurso, que esse encontro já havia sido programado por seu "amado predecessor Bento XVI, ao qual haviam solicitado poder visitá-lo e que tenha sempre nosso afetuoso pensamento e nossa oração”.
 
O Pontífice reconheceu que esses encontros são por parte da delegação "um sinal de respeito e de estima com o bispo de Roma, pelo que estou agradecido e ao que corresponde a consideração do Papa pela obra à qual se dedicam: combater qualquer forma de racismo, intolerância e antissemitismo, preservando a memória da Shoah e promovendo a compreensão recíproca mediante a formação e o compromisso social".
 
Por outro lado, Francisco salientou: "O problema da intolerância deve ser enfrentado em seu conjunto, ali onde qualquer minoria é perseguida e marginalizada por motivo de suas convicções religiosas e étnicas. O bem de toda a sociedade está em perigo e todos devemos nos sentir implicados".
 
O papa Francisco dirigiu um pensamento com particular dor "aos sofrimentos, às marginalizações e às perseguições autênticas que não poucos cristãos estão sofrendo em distintos países do mundo".
 
"Unamos nossas forças para favorecer uma cultura do encontro, do respeito, da compreensão e do perdão recíproco" disse. E para a construção dessa cultura, o papa Francisco assinalou "a importância da formação: que não é só transmissão de conhecimentos, mas a passagem de um testemunho0 vivido, que pressupõe o estabelecimento de uma comunhão de vida, de uma aliança com as gerações jovens, sempre abertas à verdade".
 
Ao concluir o discurso, o pontífice animou a delegação a continuar transmitindo aos jovens o valor do esforço comum para rechaçar muros e construir pontes entre nossas culturas e tradições de fé.
 
Retirado de Adital Notícias




comentarEscrever comentário

Campo obrigatório.

Campo obrigatório.Digite um e-mail válido.

Digite seu comentário.
de Artur Bruno
autentica
Código errado.Código errado.
*campo obrigatório
*Digite o que aparece na imagem.
| 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 |    Próxima | Última página

PERFIL

Artur Bruno é professor e deputado federal pelo PT-CE. Atualmente é primeiro vice-presidente da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. Já foi deputado estadual por quatro mandatos consecutivos e vereador de Fortaleza por outros dois. É casado com Natercia Rios e pai de Marina e Mayara.

Site oficial: www.arturbruno.com.br

ARQUIVO

Deputado Estadual Artur Bruno

1998 - 2017. Deputado Federal Artur Bruno - PT Ceará
Av. Desembargador Moreira, 2001 Salas 501/502, Dionísio Torres - Fortaleza/CE
Anexo 3 - Gabinete 467 - Brasília/DF

Telefones: (85) 3055-0968 | (61) 32155467
e-mail: arturbruno@arturbruno.com.br

Site produzido e atualizado pela assessoria de comunicação do mandato e TEIA DIGITAL