Mercado de trabalho formal abre 19,1 milhões de vagas em 10 anos, em especial para jovens e idosos

|| Postado por Zezé Medeiros em 19-09-2012


Saldo positivo de 2011 é o terceiro melhor do período



De 2001 a 2011, a economia brasileira gerou 19,1 milhões de empregos formais, segundo os dados da Relação Anual de Informações Sociais – RAIS (http://www.rais.gov.br), divulgados nessa terça-feira (18) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Em 2011, a alta foi especialmente favorável aos jovens e maiores de 65 anos (veja quadro). No ano passado, foram geradas 2,242 milhões de vagas -5,09% mais do que em 2010.

Esse é o terceiro melhor resultado de toda a série histórica iniciada em 1985, sendo menor apenas que os saldos ocorridos em 2010 (2,861 milhões) e 2007 (2,452 milhões). De acordo com o estudo do MTE, o mercado deu continuidade à trajetória de crescimento de empregos no País

Em relação aos rendimentos médios dos trabalhadores formais houve aumento real de 2,93%, percentual superior ao verificado no ano anterior, de 2,57%, passando de R$ 1.847,92, em dezembro de 2010, para R$ 1.902,13, em dezembro de 2011.

Economia - Puxado pelo fortalecimento da demanda interna, segundo o MTE, a Rais 2011 mostra que houve crescimento generalizado nos setores da economia. Dentre os que mais contribuíram para a geração de empregos formais estão o de Serviços, com 1,027 milhão de vagas; seguido do Comércio, 460,4 mil; Construção Civil, 241,3 mil; Indústria de Transformação, com 228,1 mil e Administração Pública, com 180,2 mil postos de trabalho gerados.

Rais 2011 - A Rais é um registro administrativo com declaração anual e obrigatória para todos os estabelecimentos no território nacional, privados ou públicos. Em 2011, 7,885 milhões de empregadores declararam a Rais. Foi registrado crescimento de 3,52% no total de declarações, percentual superior ao ocorrido em 2010: 2,47%.

As informações captadas sobre o mercado de trabalho formal referem-se aos empregados celetistas, estatutários, avulsos e temporários, dentre outros, segundo remuneração, grau de instrução, ocupação e nacionalidade. Já os dados dos estabelecimentos são relativos à atividade econômica e área geográfica.

Fonte: Secretaria de Comunicação da Presidência da República - SECOM


| 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 |    Próxima | Última página

PERFIL

Artur Bruno é professor e deputado federal pelo PT-CE. Atualmente é primeiro vice-presidente da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. Já foi deputado estadual por quatro mandatos consecutivos e vereador de Fortaleza por outros dois. É casado com Natercia Rios e pai de Marina e Mayara.

Site oficial: www.arturbruno.com.br

ARQUIVO

Deputado Estadual Artur Bruno

1998 - 2017. Deputado Federal Artur Bruno - PT Ceará
Av. Desembargador Moreira, 2001 Salas 501/502, Dionísio Torres - Fortaleza/CE
Anexo 3 - Gabinete 467 - Brasília/DF

Telefones: (85) 3055-0968 | (61) 32155467
e-mail: arturbruno@arturbruno.com.br

Site produzido e atualizado pela assessoria de comunicação do mandato e TEIA DIGITAL