“Crack, é Possível Vencer” já tem adesão de 12 estados

|| Postado por Zezé Medeiros em 06-08-2012


Programa de enfrentamento ao crack e outras drogas prevê investimento de R$ 4 bilhões no País até 2014



O programa “Crack, é Possível Vencer” (http://www.brasil.gov.br/enfrentandoocrack/home), que reúne um conjunto de ações do governo federal para enfrentar o crack e as outras drogas, já conta com a adesão de 12 estados, localizados em todas as regiões do País. Os investimentos previstos até 2014 são de R$ 1,3 bilhão, para as unidades da Federação que já aderiram (veja quadro), e de R$ 4 bilhões para o País. Lançado em dezembro de 2011, o programa tem o objetivo de aumentar a oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários de drogas, enfrentar o tráfico e as organizações criminosas e ampliar atividades de prevenção. As ações estão estruturadas em três eixos: cuidado, autoridade e prevenção.

A região Sul é a primeira a contar com a adesão de todos os estados, com a assinatura do termo de compromisso do estado do Paraná e da prefeitura de Curitiba, no último dia 27. O 12° estado a aderir foi o Ceará, que junto com a prefeitura de Fortaleza assinou, na última terça-feira (30), o termo de adesão ao programa. A Bahia e o Distrito Federal estão em fase de pactuação.

A responsabilidade da execução do programa é compartilhada com estados e municípios que, na assinatura do pacto, estabelecem os compromissos assumidos por cada ente da federação.

Assistência - Um dos vetores do programa é a assistência social, com o objetivo de preservar agravamentos nos casos de dependência, desenvolver a autonomia individual do usuário, buscar alternativas para novos projetos de vida e auxiliar as famílias envolvidas. O atendimento é responsabilidade do Sistema Único da Assistência Social (Suas), coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), que organiza de forma descentralizada os serviços socioassistenciais no Brasil.

A população também conta com serviços telefônicos gratuitos, que funcionam 24 horas, e uma página na internet com informações e orientações. Além disso, campanhas publicitárias serão veiculadas na mídia ao longo do ano.

Capacitação - Outra vertente do conjunto de ações para enfrentamento das drogas é a prevenção do problema por meio da capacitação de professores e policiais militares educadores. Esses agentes serão qualificados para explicar o efeito das drogas nas escolas. A meta é capacitar 210 mil profissionais para atuar no Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). O alcance previsto é de 2,8 milhões de alunos ao ano, em 42 mil escolas.

Policiamento - Polícias Federal e estaduais trabalham juntas em ações integradas de inteligência para identificar e prender traficantes. O policiamento contará com centrais de monitoramento por vídeo, conectadas a bases móveis e câmeras fixas espalhadas pelas cidades.

Secretaria de Comunicação da Presidência da República - SECOM

http://www.secom.gov.br/sobre-a-secom/acoes-e-programas/comunicacao-publica/em-questao/edicoes-anteriores/agosto-2012/boletim-1588-06.08/201ccrack-e-possivel-vencer201d-ja-tem-adesao-de-12-estados?utm_campaign=Newsletteremquestao&utm_medium=Saude&utm_source=Programa.Crack&utm_content=41127
 


| 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 |    Próxima | Última página

PERFIL

Artur Bruno é professor e deputado federal pelo PT-CE. Atualmente é primeiro vice-presidente da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. Já foi deputado estadual por quatro mandatos consecutivos e vereador de Fortaleza por outros dois. É casado com Natercia Rios e pai de Marina e Mayara.

Site oficial: www.arturbruno.com.br

ARQUIVO

Deputado Estadual Artur Bruno

1998 - 2017. Deputado Federal Artur Bruno - PT Ceará
Av. Desembargador Moreira, 2001 Salas 501/502, Dionísio Torres - Fortaleza/CE
Anexo 3 - Gabinete 467 - Brasília/DF

Telefones: (85) 3055-0968 | (61) 32155467
e-mail: arturbruno@arturbruno.com.br

Site produzido e atualizado pela assessoria de comunicação do mandato e TEIA DIGITAL