Média do Enem passa de 501 para 511 pontos

|| Postado por Zezé Medeiros em 13-09-2011


Com o resultado, MEC acredita que meta de chegar a 600 pontos pode ser atingida em dez anos e não mais em 15.



A média nacional nas quatro provas objetivas dos alunos que terminaram o ensino médio em 2010 e que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi de 511 pontos, nota acima da registrada em 2009, que marcou 501 pontos.

Se a melhora na média se mantiver semelhante à obtida nos últimos dois anos, será possível antecipar a meta de atingir a média de 600 pontos em dez anos, de acordo com o Ministério da Educação (MEC). A expectativa oficial do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pelo exame, é que ela seja obtida em 15 anos.

O Enem de 2010 avaliou as áreas de conhecimento de ciências da natureza, ciências humanas, códigos e matemática e suas respectivas tecnologias, além de linguagens e redação.
Em 2009, a média da prova objetiva era de 501,58 e a da redação, 585,06. Em 2010, elas passaram a ser de 511,21 e de 596, 25, respectivamente. A comparação entre as provas é possível porque as questões seguem o modelo TRI (teoria de resposta ao item). Segundo esse método, as provas recebem uma quantidade igual de questões de dificuldade semelhantes. As questões são testadas previamente e, quanto mais estudantes acertam uma delas, menor peso ela terá na prova.

A teoria de resposta ao item é um sistema de avaliação utilizado em todo o mundo desde os anos 50. A nota média da redação não pode ser comparada.
Consulta - Escolas, gestores, estudantes, pais e pesquisadores já podem consultar, na página eletrônica do INEP, as médias obtidas pelos participantes do Enem em 2010, por estabelecimento de ensino.

Participação cresce de 45,8% para 56,4%

Em 2010, houve aumento da participação dos estudantes que estão concluindo os cursos nas escolas públicas e particulares, passando de 824 mil em 2009 para 1 milhão em 2010. “Saímos de 45,8% para 56,4%”, afirma o ministro da Educação, Fernando Haddad.

Participaram das provas mais de 3,2 milhões de estudantes, dos quais, 1 milhão de concluintes do ensino médio regular. Os resultados são calculados a partir do desempenho dos alunos concluintes. “Estamos confiantes que o Enem represente para o ensino médio aquilo que a Prova Brasil vem representando para o ensino fundamental. Ou seja, um instrumento que auxilia a organização racional do currículo e que orienta o trabalho dos professores na sala de aula”, avalia Haddad.

Secretaria de Comunicação da Presidência da República – SECOM - 12/09/2011
http://www.secom.gov.br/sobre-a-secom/nucleo-de-comunicacao-publica/copy_of_em-questao-1/em-questao-do-dia/media-do-enem-passa-de-501-para-511-pontos?utm_campaign=Newsletteremquestao&utm_medium=Educacao&utm_source=Enem.2011&utm_content=130911


| 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 |    Próxima | Última página

PERFIL

Artur Bruno é professor e deputado federal pelo PT-CE. Atualmente é primeiro vice-presidente da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. Já foi deputado estadual por quatro mandatos consecutivos e vereador de Fortaleza por outros dois. É casado com Natercia Rios e pai de Marina e Mayara.

Site oficial: www.arturbruno.com.br

ARQUIVO

Deputado Estadual Artur Bruno

1998 - 2017. Deputado Federal Artur Bruno - PT Ceará
Av. Desembargador Moreira, 2001 Salas 501/502, Dionísio Torres - Fortaleza/CE
Anexo 3 - Gabinete 467 - Brasília/DF

Telefones: (85) 3055-0968 | (61) 32155467
e-mail: arturbruno@arturbruno.com.br

Site produzido e atualizado pela assessoria de comunicação do mandato e TEIA DIGITAL