>>


Receba as notícias do mandato por e-mail Cadastro
Cadastro
Ver como é o informativo

E-mail obrigatório.
Digite seu e-mail.


Sair da lista




Imprimir Enviar para um amigo Indicar erro

A+   A -

28-03-2014

O PT e a estratégia eleitoral

O PT precisa ser protagonista do processo eleitoral, seja indicando candidato ao Senado ou ao Governo

O Partido dos Trabalhadores realiza neste sábado 29, um encontro com a base partidária para definir qual será a tática eleitoral a ser adotada para a campanha de 2014. A participação do PT é essencial em qualquer aliança que queira integrar o ciclo de mudanças que tem acontecido no Brasil desde 2003. Os presidentes Lula e Dilma Rousseff mostraram que é possível crescer distribuindo renda e realizando inclusão social. É com base nesse preceito que devemos seguir ao longo dos próximos anos.

Mais do que nomes para a disputa, defendemos a construção um projeto para a sociedade. No encontro deste sábado, queremos consolidar o apoio à reeleição de Dilma Rousseff e às medidas transformadoras que estão sendo implementadas no Brasil. Os avanços são inquestionáveis. No entanto, os desafios ainda são muitos e esse projeto precisa ser aprofundado.

Defendemos que as soluções encontradas para melhorar a qualidade de vida do povo sejam compartilhadas com os aliados. Assim como na esfera federal, no Ceará, PT, Pros, PCdoB e PMDB caminham juntos nesse processo de transformação. O palanque local, portanto, precisa continuar sendo único.

Temos de referendar, no encontro deste sábado, a importância de aumentar a presença do partido nas casas legislativas. A continuidade do projeto em curso - de modo seguro - depende do crescimento da representatividade do PT no Congresso Nacional e na Assembleia Legislativa.

Outro ponto importante é a participação do partido na chapa majoritária. Temos quadros preparados para encarar qualquer tipo de disputa. O PT precisa ser protagonista do processo eleitoral, seja indicando candidato ao Senado ou ao Governo.

Toda essa estratégia a ser discutida só será bem-sucedida se a base do partido for ouvida. Não podemos nos esquecer dos preceitos democráticos que alicerçam a história do PT. A aguerrida militância petista sempre foi estratégica em qualquer disputa eleitoral. Ela precisa ser consultada. Externamente, não podemos deixar de fora os movimentos sociais e os diversos setores da sociedade civil ao longo do debate em torno um projeto de governo. A construção coletiva sempre se mostrou mais sólida diante dos ataques dos adversários.

O PT precisa estar atento à sua responsabilidade junto à sociedade. Teremos uma disputa difícil contra setores conservadores que querem impeo avanço do crescimento que está em curso. A unidade do nosso partido será decisiva para o sucesso da nossa estratégia eleitoral.

Fonte: jornal O Estado - 28/03/2014

 

Imprimir Enviar para um amigo Indicar erro

 


Deputado Estadual Artur Bruno

1998 - 2017. Artur Bruno - Secretário do Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMA)
SEMA - Rua Osvaldo Cruz, 2366.
Cep: 60.125-151 - Dionísio Torres, Fortaleza/CE

Telefones: (85) 3101.1234
Fax: (85) 3101.1234
e-mail: arturbruno@arturbruno.com.br

Site produzido e atualizado pela assessoria de comunicação e TEIA DIGITAL